INTZ “Tryhardando” e PRG vencendo com “Stomps” – Confira o Eletrizante Dia 3 da Superliga.

O terceiro dia de jogos da Superliga ABCDE 2019 ontem (17), onde se enfrentam os vencedores dos jogos da Sexta Feira com dois dos participantes da Chave Principal, Falkol e ProGaming confrontam respectivamente INTZ e Santos E-Sports.

FALKOL 1×2 INTZ

Os intrépidos inovaram na lineup, trazendo Hauz, o antigo Mid Laner, para a posição de atirador, levando a comparações dos analistas com Perkz, atirador da europeia G2 e atual vice campeão mundial e que também jogava anteriormente na rota do meio.

Hauz entretanto jogaria contra Steal, jogador de menos tradição no cenário mas que vem de uma boa série e conseguiu o primeiro pentakill da superliga. Além do atirador a INTZ também apresentou o Top Laner Aoshi, substituindo o titular Tay. A Falkol manteve a formação que superou a Kabum! no primeiro dia de jogos, apostando no entrosamento dos jogadores e a liderança de SirThúlio.

Falkol 0 – 1 INTZ
Destaques: Aoshi e Shini.

Os primeiros picks do draft formaram dois times bem agressivos, com a INTZ selecionando Gragas, Leona e Tristana e Falkol escolhendo Lee Sin, Nautilus e Thresh, sendo o último uma aposta dos analistas Dudu “Etsblade” e “Lettie” Motta. Nas ultimas escolhas ainda surgiu um Draven e um Gangplank para os intrépidos, contra o Renekton e a Cassiopeia da FKL.

(Foto: Reprodução / Youtube: SuperligaABCDE)

As trocas começaram a partir dos cinco minutos, com o foco da INTZ na bot lane e os objetivos do time de acumulo de ouro, com a passiva do Draven, o Q do Gangplank e as barricadas na mão da Tristana do Envy foram bem trabalhados. Porém aos doze minutos uma jogada proposta pela INTZ no rio foi bem counterada, dando dois abates para o time da Falkol.

A INTZ manteve a força nas side lanes ao conquistar dois dragões das nuvens e um dragão da montanha, além do acúmulo de ouro do Gangplank, com Aoshi fazendo um split push sozinho para abrir a T3 e o inibidor da equipe da Falkol após conseguir um abate sobre Zen numa luta 1 x 2 e obrigar o suporte Scamber a recuar. Após isso a INTZ só precisou ganhar uma luta num momento estratégico para acabar com a partida.

Jogadores da Falkol discutem sobre o jogo 1 após a derrota.
(Foto: Reprodução / Youtube: SuperligaABCDE)

Jogo 2 – Falkol 1 – 1 INTZ
Destaques: SirThúlio e Evrot.

No segundo jogo a Falkol fez um draft mais inteligente, a botlane de Xayah e Leona tinha uma entrada forte contra Thresh e Varus de Hauz e Jockster, forçando o ADCarry a jogar de cleanse para se proteger dos combos de controle. Evrot também optou por uma Zoe, cujo alcance elevado pode aplicar pressão na Qiyana de Envy, e o Ekko de SirThúlio geralmente leva vantagem sobre o Gragas.

(Foto: Matheus Legolas/ Saymon Sampaio. – Flickr BBL Esports)

Único problema parecia ser a toplane de Gnar vs Kennen, ainda mais tendo em vista que Aoshi já ganhara uma lane em um matchup que estava desfavorável para ele, ter um matchup favorável agora poderia ser preocupante.

Outro detalhe importante é que todos os dez jogadores escolheram campeões com pelo menos uma opção de Hard Control, dentre as ferramentas. Durante o game, os narradores previram o risco que era o engage da INTZ resultar em um counter engage contra a dupla da botlane da Falkol, e isso rapidamente se mostrou verdadeiro.

Num gank do Shini aos quatro minutos, o Thresh de Jockster avançou com a sentença e sofreu diversos controles de grupo em sequência, saindo quase morto, sem o flash e sem o ignite, mesmo com a vantagem numérica dos intrépidos. Ao continuar na rota com pouca vida ele abriu espaço para um lane gank de SirT e um first blood para a equipe da Falkol.

SirT mais uma vez se destacou no segundo jogo da série.
(Foto: Matheus Legolas/ Saymon Sampaio. – Flickr BBL Esports)

A movimentação de SirT funcionou melhor nesse jogo, cobrando o abate no meio com outro abate e o gank no topo com um dragão. Porém esse foco nos dragões teve seu preço, ao deixar para o outro time um dragão infernal, Shini conquistou um arauto e levou duas torres na lane do topo.

A INTZ tinha vantagem nos abates até perder uma luta perto do pit do barão com boa jogada de Zen, que vinha fazendo uma partida apagada até então, e, mesmo não abrindo possibilidade para a Falkol capitalizar no mapa, desequilibrou as vantagens dos dois times.

A FKL então começou a controlar melhor o território, e assim as lutas perderam o controle, a Zoe teve espaço para crescer e começou a ter um dano explosivo e a Falkol empatou a série com uma vantagem de 13 abates e mais de onze mil de ouro.

Jogo 3 – Falkol 1 – 2 INTZ
Destaques: Micao e Tay

No último jogo, a INTZ decidiu escalar seu time titular para o desempate, trocando Aoshi por Tay e Hauz por MicaO. E a prioridade se adaptou a nova formação, com um First Pick de Kai’sa pelos intrépidos. A Falkol até tentou responder tirando o Gragas de Shini, mas apenas para ver a bot lane inimiga sendo completada por um Nautilus e a rota do meio fechando um Ryze, campeão de conforto para Envy.

INTZ veio com a Line-up considerada titular no jogo 3.
(Foto: Reprodução / Youtube: SuperligaABCDE)

A Falkol ainda montou uma composição com bastante controle de grupo, com Morgana e Orianna, mas a entrada da Camille e do Jarvan formava uma entrada bem poderosa.

O jogo demorou a engatar, apesar da troca de abates no meio aos três minutos, até os vinte minutos de jogo só havia dois abates para cada lado, o que seria positivo para a equipe da Falkol, dada a composição agressiva da INTZ, no entanto os intrépidos controlaram melhor os objetivos neutros e a primeira grande luta do jogo, aos vinte e um minutos, pendeu para o lado deles graças a três dragões somados ao dano explosivo do mid laner.

A vitória abriu espaço para um barão e outro dragão e a partir desse ponto, a Kai’Sa de MicaO e o Ryze de Envy se tornaram obstáculos imparáveis, a INTZ encerrou a partida com o Triple Kill de MicaO dentro da base inimiga.

Ainda no final da partida, Envy declarou a intenção do time pelo tricampeonato, mas o highlight foram as farpas, quando MicaO pediu o microfone de Thaiga para responder as provocações de Scamber antes do jogo que havia dito que “destruiria” o atirador no rift.

SANTOS 0x2 PROGAMING

Na segunda série do dia, a ProGaming que bateu o time da Bulldozer na sexta encontraria o time do Santos E-Sports, que estava já no Round 2, devido a sua colocação na competição anterior.

Santos apresenta uma equipe nova, com novos jogadores, mas contava tambem com a força da torcida massiva; Grandes apostas são o Jungler Dudy e o Topo Fervu. Do outro lado a PRG já apresentou suas ferramentas não só na sexta feira, mas durante todo o split passado, novamente começando com o Pilot e mantendo Aloned como reserva no meio.

O Santos trouxe muitos nomes novos, dando a oportunidade de disputar a Superliga.
(Foto: Matheus Legolas/ Saymon Sampaio. – Flickr BBL Esports)

Jogo 1 – Santos 0 – 1 ProGaming
Destaques: Yampi e Pilot.

Apesar de a análise de Loop torcer por um Santos jogando pra frente, para que os jogadores novatos, o time fez um draft de escalamento na botlane, com Kai’sa e Senna (a primeira Senna da Superliga), e uma rota do meio focada em utilidade muito mais que dano ou controle de lane, tendo a única agressividade do time no Jarvan de Dudy.

A PRG por outro lado colocou sua única escalada no Ezreal de Garo, e montou um time extremamente agressivo com Pyke, Syndra, Elise e Renekton.

FNB novamente se destacou pela ProGaming.
(Foto: Matheus Legolas/ Saymon Sampaio. – Flickr BBL Esports)

A formação da ProGaming se fez valer, antes dos quatro minutos o time já organizava um dive triplo contra o topo Fervu, que resultou em dois abates após um teleporte atrasado do mid-laner Chibibochan. O Jungler Yampi apareceu por todo o mapa com ganks fortes, além do acompanhamento da Syndra de Pilot.

Enquanto os objetivos neutros permaneceram empatados por um bom tempo, ao bater vinte minutos a ProGaming liderava o placar de abates por 14 a 2, e só precisaram garantir o barão e uma última luta para encerrar a partida.

Jogo 2 – Santos 0 – 2 ProGaming
Destaques: Garo e Wos.

Torcida do Santos continuou animada, mesmo com as derrotas.
(Foto: Matheus Legolas/ Saymon Sampaio. – Flickr BBL Esports)

No segundo jogo, as entrevistas no intervalo mostraram que a torcida do Santos se mantinha empolgada mesmo com o jogo unilateral dos caveiras. A PRG seguiu o caminho da sexta passada, substituindo Pilot por Aloned mesmo após o grande jogo.

A equipe alvinegra propôs um jogo mais agressivo dessa vez, com boas entradas acompanhadas por muito controle de grupo com Renekton e Alistar, enquanto a ProGaming apostou em entradas com muito dano a partir de Lee Sin, Akali e LeBlanc, embora a combinação da dupla da bot lane não tenha a melhor das sinergias.

No inicio do jogo o Santos até tentou propor mais jogadas, mas o primeiro dive pela PRG foi quase um replay do primeiro jogo, com exceção de que a recompensa foi um abate e duas barricadas. E quando Dudy tentou um gank na rota inferior o ouro dessa vitória teve seu peso, Garo e Wos ganharam a luta 2×3, conseguindo dois abates, e a fuga de Respect foi bem cortada pela movimentação de Aloned.

Ao responder um dive do Santos no topo com um dive no bot, Garo conquistou um “Enfurecido” antes dos oito minutos de jogo e um “Implacável” antes dos dez. Aos vinte minutos a equipe da ProGaming já tinha uma vantagem de quinze abates, oito torres, três dragões e mais de treze mil de ouro.

Mas no Final quem comemorou foi a torcida da PRG.
(Foto: Matheus Legolas/ Saymon Sampaio. – Flickr BBL Esports)

Quando o Santos tentou contestar um barão a equipe adversária impôs sua vantagem com um ace e venceram sem nem mesmo conquistar o objetivo, mas com um placar de abates de incríveis 23 a 3.

No final da partida, na última entrevista da apresentadora Thaiga, a equipe da ProGaming demonstrou sobriedade, não se gabou da vitória, incentivou os jogadores da equipe derrotada e até surgiram elogios de FNB ao Renekton de Fervu.

Superliga ABCDE 2019

PRG e INTZ se enfrentam agora na próxima fase, com data provavel para o dia 30. Já as equipes do Santos e da Falkol descem para a Chave dos Perdedores para enfrentar Team One e OPK respectivamente.

Confira a Tabela Completa da Superliga 2019 clicando aqui.

Acompanhe a transmissão ao vivo das partidas realizadas na BBL, pelos canais do Superliga: FacebookYouTube e Twitch TV.

Visite sempre o Portal E2 – Empolgou Esports para ficar ligado nos jogos,análises e entrevistas da Superliga ABCDE, aqui no site e no nosso twitter.

Siga também a Empolgou CBLOL no Twitter e Facebook para acompanhar os memes e zoeiras do torneio.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s